2.10.10

Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais

Depois de dois textos sobre as eleições eu prometo que este será o último. pelo menos nesse ciclo que começa a acabar amanhã, 3/10. Este foi baseado no vídeo que eu tentei botar direto no layout e não consegui. Acontece que o problema que vivemos em nossa sociedade é bem maior do que o tema dos textos anteriores e que, por mais que nos esforcemos em projetos como o do Ficha Limpa, não será resolvido com a lei ou com o "voto consciente" ou mesmo com o passar do tempo.


Sugiro veementemente que cada vez mais gente possa ter embasamento pra entender e aplicar idéias como a desse rapaz do vídeo. em outros vídeos, textos ou qualquer forma que possa ser propagada porque é disso que precisamos!


Digo isso me remetendo a uma discussão que tive com o amigo Pablo, que me faz uma falta monstruosa pra montar o layout desse espaço, já que sou um analfabeto de pai e mãe:


Ele, numa certa ocasião, descobriu um problema e buscava soluções para resolvê-lo. Sem entrar muito em detalhes, debatemos acerca da conscientização através de oficinas, grupos de estudos e práticas sempre associadas à educação de base, as escolas, visto que, na medida em que esse pessoal for crescendo, como nós, com idéias formadas e vontade de mudança, seria muito complicado alguém cobiçar meu voto, ou o voto dessa galera.


Devagarinho, as coisas mudam e esse vídeo é um ótimo exemplo. assistam porque vale a pena.

2 comentários:

Pablo disse...

esse Felipe Neto me pareceu ser um baita idiota prepotente, mas ele diz o que pensa, e isso faz falta DEMAIS. também, em meio de algumas merdas, disse boas verdades... pra mais de duas milhões de visualizações. OKENTÃO. é mesmo um ótimo exemplo.

Marcelo de Freitas disse...

sim,, concordo que não é o exêplo de jovem revolucionário que eu esperava, mas é, convenhamos, um bom começo