27.6.08

Medida sócio-educativa

Só no Brasil mesmo se pode ouvir coisas do tipo da matéria que saiu no jornal da Globo semana passada, por isso o brasileiro é bem humorado. o que você faria se se deparasse com algo neste tipo, leitor? Eu, pode apostar, ri muito.

Falo do ex-governador de São Paulo, Claudio Lembo, que foi condenado em um processo movido pela CVM - Comissão de Valores Monetários - a pagar cerca de R$100 mil por vazar informações sigilosas sobre as ações do banco estatal Nossa Caixa.

Lembo solicitou então uma punição que ainda vai, espero eu, ser motivo de piadas na internet durante muito tempo. O advogado e ex governador se propôs a escrever uma carta aos 27 governadores reconhecendo o erro e seu desconhecimento das normas da CVM. O avanço da tecnologia ajudou um pouco já que o ex governador mandou um e-mail para os 27 "coleguinhas de sala". Além disso, Lembo terá que dar entrevistas e reconhecer em público o lapso.

Se a moda pega:

Não sei quanto a vocês, mas a primeira coisa que me veio a mente foi o Bonner e a Fátima lendo algumas cartinhas:


População, não sabíamos que haviam rivalidades no Rio de Janeiro, apenas chamamos três garotos para um passeio, tá em moda isso, e nos esquecemos aonde pegamos os rapazes, os morros são muito similares. (chefe do exército/zona leste do Rio de Janeiro)

ou então

Meus queridos conterrâneos, todas as benfeitorias realizadas em meu governo para os habitantes de São Paulo foram fraudadas. O dinheiro utilizado para as obras poderia ser menor, mas a obra fiou bem feita e é o que importa. Desconheço a legislação que me fala que isso é crime, afinal, é o preço da modernidade (Paulo Maluf)

entre outras...

3 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

É bom rirmos agora, pois pode dar certo, como sempre dá para "êles", que vão rir por último, como fazem habitualmente, de nossa incapacidade de dar um basta.

Marcelo de Freitas disse...

tem base mesmo não, chega a ser feio a combinação incompetência e impunidade aqui em "noça nassão"

Pablo Pamplona disse...

A desculpa do perdão-eu-não-sabia? Ih, agora fodeu. Depois do cargo mais alto do país se safar tantas vezes com essa desculpa, era de se esperar que outras pessoas se inspirassem. Vai virar o samba do crioulo doido! E todo mundo pagando uma de Jesus-não-intencional, perdoando os políticos por seus pecados.

("Se ninguém disse que não estou perdoado, então devo estar...")