19.11.07

Outro ponto de vista


Pupolação, sempre acostumada com verdades de políticos da nossa região se depara com a dialética



Uma manifestação em frente a casa do legislativo chamou atenção de várias pessoas que passavam pelo quarteirão fechado da rua São Paulo, terça feira, 30 de outubro na pacata, de atividade reacionária, Divinópolis. O autor, José Venâncio Amaral, membro da frente popular compromisso com Divinópolis e presidente do bairro Itaí, mostra num painel a recente história política deste município.
A campanha de eleição do atual prefeito Demétrius Pereira (PSC) e o posicionamento dos vereadores quanto a questão do projeto de lei EM-061, que visava terceirizar os serviços de água e esgoto desta cidade.
José Venâncio, que criticou duramente os vereadores em pronunciamento na Câmara Municipal, de onde saiu algemado e foi proibido de usar a tribuna livre da Casa do legislativo, por ordem do atual presidente da Casa, Milton Donizete (PRTB), tem mesmo algo a dizer.
"Em 1996 cerca de 900 crianças que iam com freqüência ao parque florestal do gafanhoto, onde funcionava um zoológico, corriam perigo. Os cadeados dos animais que ficavam expostos à população estavam comprometidos e o risco de acidentes fatais era iminente, além disso, felinos perigosos como onças e gatos do mato ficavam sem alimentação por vários dias. Dentre estas crianças, que eu não conheço e nunca vi, estava meu filho, que na época tinha 8 anos. Eu comecei a zelar por estas crianças, protegê-las sem aparecer. Quando descobriram fui ameaçado e sofri alguns atentados. Parece que muitas pessoas do ramo político desta cidade não se interessam de fato com a população, mas sim com seus avanços na carreira. Daí pra frente, resolvi deixar as claras as iniciativas escusas de várias pessoas envolvidas na vida pública de Divinópolis através de vídeos. Não estou fazendo nada demais, é minha obrigação tentar esclarecer fatos que são de interesse público", relata José Venâncio.
O lider comunitário coleciona uma série de quatro vídeos produzidos e dirigidos por ele intitulados "Domínio de Canalhas". Segundo ele, os vídeos contam a história desta cidade desde sua fundação, mas dão ênfase no processo de corrupção e roubalheira que a cidade se transformou. "A corrupção em Divinópolis ficou clara no ano de 1982, quando tomou posse como prefeito deste município o atual vereador Aristides Salgado. Este homem fez negociatas, que visavam economizar dinheiro público, mas só gastava mais verbas sem necessidades. Um caso importante foi a terceirização do serviço de coleta de lixo. A prefeitura gastava cerca de 48 mil reais e passou a gastar 150 mil. Que economia é essa?", questiona José Venâncio.
O que mais pesa nas criticas do presidente do bairro Itaí contra Aristides, porém, não é a má administração da verba pública. Segundo ele este mau hábito dos políticos não é exclusividade dele. Todos os gestores municipais tem suas falhas neste quesito. "Atualmente pouquíssimos políticos do cenário municipal são dignos do meu apoio - posso citar dois vereadores que ainda mereçem meu respeito: Anderson Saleme (PR) e Adair Otaviano (PAN) -, mas a questão que envolve o grupo que fazia parte da administração de Aristides, dentre eles, o atual engenheiro João Daldegan e o secretário municipal Mendhelson Nogueira é maior. As queixas são de suborno, emboscadas para acabar com minha vida, envolvimento no assassinato de uma criança mendiga em 1988, em véspera de eleições e omissão na questão do parque florestal, que poderia acarretar na morte de centenas de crianças em 1996, também em véspera de eleições. As mortes seriam armas para sensibilizar a opinião pública e a imprensa local, tirar o foco de um político destruir a carreira dele para fortalecer o grupo. Tudo isso pode ser comprovado em meus filmes.
Quanto a participação de Aristides nos esquemas, não posso comprovar que ele tinha conhecimento, mas o grupo dele tinha, e iria se beneficiar de todas as formas com as sucessivas emboscadas e armadilhas contra a população divinopolitana. Eu passei a ser taxado de louco porque era perigoso, teriam que me matar, e tentaram por sete vezes, para fazer queima de arquivo", denuncia José Venâncio Amaral.
Os vereadores elogiados por Venâncio mantiverm a cautela ao se pronunciarem quanto aos depoimentos. Anderson Saleme diz estar orgulhoso de merecer elogios de uma figura polêmca na cidade. "fico orgulhoso ao receber elogios de qualquer cidadão, demostra que meu trabalho gera frutos, mas é estranha esta situação. Político nenhum presta, só o Anderson e o Adair, acho que não é bem assim, mas agradeço os elogios", comenta.
Adair Otaviano retribui ao líder comunitário. segundo ele, "se trata de uma figura pública interessante, que briga por interesses sociais. ainda não entrou, de fato, na carreira de político, não sei se por falta de chance ou de motivação. Todo mundo acerta e erra na vida e ele continua tentando melhorar a condição social da população", elogia Adair Otaviano.
São quatro filmes de Venâncio que contam histórias escusas do Parque Florestal do Gafanhoto, do Aeroporto Brigadeiro Cabral, de Empreiteiras da cidade e do Rio Itapecerica, respectivamente. A série "domínio de canalhas" em breve contará com mais um vídeo, sobre o projeto de lei EM-061 e a participação política no esquema do esgoto. Os quatro vídeos são comercializados pelo autor e custam cinco reais cada.
Não podemos cair no erro da verdade absoluta em acreditar exclusivamente nisso ou naquilo, mas esta é uma outra visão, que provavelmente nunca teríamos, e por isso, merece respeito.
A repercussão de seus videos ja pode ser ouvida na cidade em alghuns veículos de comunicação e nas ruas.
as críticas foram feitas e são pesadas, vamos ver o seguimento da novela, afinal tem eleição municipal em 2008.
Brevemete postarei os vídeos aqui no Incêndio

9 comentários:

Pablo Pamplona disse...

O Venâncio é um ótimo exemplo de ativista. Não nos "padrões" de ativismo que conhecemos, mas de forma bem (mas bem, mesmo) peculiar. Meio sensacionalista, muito provocador, nada de vandalismo, uma pitada de tosquice não-intencional (num bom sentido: os vídeos dele são meio toscos, mas isso faz deles, muito interessantes)... hehehe

O melhor é quando ele foi pra Câmara dos Vereadores e disse, na cara dura: "eu vejo Divinópolis como uma cidade governada por vermes que se dizem políticos". Na mesma hora, o presidente da Câmara expulsa ele por ter "ferido a honra dos vereadores". E chamando até a PM, sabe-se lá porque, sendo que o Venâncio já tem certa idade.

Ele também está no meu TCC, do qual falo qualquer dia desses.

Ah, não eram 900 crianças, mas 9 mil (segundo o que ele me disse).

Marcelo de Freitas disse...

okay, correção feita.
ele é meio peculiar mesmo, mas deve ser ouvido, se não aceito na sua totalidade, ao menos ouvido

Anônimo disse...

Vote venancio p vereador 15151

Pablo Pamplona disse...

hey, sem propagandas políticas por aqui! não queremos ser censurados pelo STF, não é?

(ok, to brincando)

Venâncio enfim se candidatou, então?

Anônimo disse...

Candidatou sim, e acredito que é desse tipo de pessoa que temos que ter na câmara. Não tenho vínculo político com ninguém, não apoio nenhum candidato, mas darei meu voto a um exemplo de cidadão que é o Venâncio, batalhador e crítico perante aos nossos governantes.

Pablo Pamplona disse...

Ah, bacana, é uma proposta interessante. Acho que ele pode revirar com aquela câmara, vamos vendo no que dá!

Eu estou morando em SP agora. Me manda notícia, depois, se ele foi eleito ou não...

valeu!

Anônimo disse...

AS URNAS ELETRONICAS NÃO INFORMARAM COM PRECISÃO O RESULTADO DOS VOTOS DO VENANCIO.
AINDA RESTAM DUVIDAS SE NÃO FORAM FRAUDADAS NA CIDADE DOMINADA PELOS CANALHAS COMO DIZIA O VENANCIO
FICOU ELE COM APENAS 487 VOTOS, SENDO QUE GRANDE QUANTIDADE DE JOVENS ESTUDANTES NO INESP LHE CONCEDERAM O VOTO.
E PODE ACREDITAR AMIGO PABLO, QUE SÃO MAIS VOTOS QUE A URNA OFERECEU AO VENANCIO.
E O MAIS INTERESSANTE É QUE VENANCIO NÃO PEDIU UM UNICO VOTO NESTA CIDADE A NÃO SER EM SEU ESPAÇO NO HORARIO POLITICO DA TELEVISÃO.
VOCE ACREDITA ?

Anônimo disse...

o nome venancio ainda assusta o meio politico nesta cidade.
Na região onde mora o niteroi. venancio foi agraciado segundo a urna eletronica com trezentos e cinquenta votos, porem centenas de pessoas falam que votaram nele e trabalharam inflamadamente para que ele continuasse chutando o saco da corrupção.
o mais engraçado era na vila olaria onde toda a população gritava que venancio era o homem do povo e que confiavam que apenas ele merecia ganhar a eleição na cidade.
alguns ainda questionam a espressiva votação de edimilson niteroi sendo que o mesmo mora no bairro e dali não recebeu nenhum voto.afirmam os moradores.

Marcelo de Freitas disse...

na boa, anônimo, até suspeito de quem seja o senhor. com certeza o Venâncio já me disse. Tbm respeito a ideologia do cara e tenho como um amigo, mas aqui tá abusado demais, mano. vamos debater, informar, mostrando a cara, sem tanta mania de perseguição. Sempre critiquei a valorização pessoal e é isso que to vendo aqui. Vai na bola ai fera.