28.11.07

nem papai noel acredita

Pois é amigo leitor. Ontem estava eu, tranquilo e sereno, em meu trabalho quando me chega um velhinho branquelo e barbudo pedindo com educação e calma um exemplar da última edição do Jornal Magazaine (local que eu trabalho). Disse a ele com toda a calma do mundo que não haviam jornais na redação pois todos ainda estavam nas bancas e que nem a equipe da redação havia recebido seu exemplar. Ele então, deixando o ar calmo de lado, me disse que um pequeno texto dele foi publicado e que queria ver e mostrar aos amigos, afinal o cara fez um agradecimento, pois está sendo o papai noel de um estabelecimento comercial na cidade. O "bom velhinho", por fim, me chamou de mentiroso, virou as costas e saiu.

Minha alma está perdida, nem papai noel acredita mais em mim. Tenho que parar de ofender a religião - não a religiosidade, que eu respeito muito -, se não daqui a pouco chega o coelhinho da páscoa me batendo. Acho até que não vou ganhar presente neste natal.


abaixo segue um pedido ao responsável por este layout bacanão.


Venho por meio desta, solicitar de vossa senhoria que adicione ao lado direito da tela, junto com logomarcas parcialmente incendiadas, a cabeça de papai noel. Além de uma briga pessoal esta é, a meu ver, uma crítica pesada a um sistema que ninguém contesta.

certo de sua compreensão desde já agradeço

atenciosamente e muito formalmente:

Marcelo de Freitas

4 comentários:

Pablo Pamplona disse...

Seria esta uma forma de vingança pública? "Papai noel não gosta de mim, vou incendiar ele!"

Brincadeira, gostei da idéia de colocar ele lá... Então:

Caro setor de Aspone,

Sua requisição foi arquivada até segundo mando. Devido a outros compromissos maiores dos funcionários de nosso setor, arquivaremos esta demanda por alguns dias. No entanto, no momento certo, providenciaremos não apenas um pequeno ícone, mas uma verdadeira homenagem ao bom velhinho.

Grato,


(:

Marcelo de Freitas disse...

kkkkkkkkkk, não deixa de ser, de fato, uma vingança pública

Marcelo de Freitas disse...

e só pra lembrar, aspone é a mãe
kkkkkkkk

Eduardo Henrique disse...

>> Como você achou o Incêndio, velho? Que bom que temos mais um morador de Divinópolis na “blogosfera”!

Sabe como é a internet né cara? Cheguei no blog por um link que um amigo me passou do post que tem o conto Ditinho...

Achei o blog bacana e por ser de Divinópolis, decidi colocar no blogroll... Quem sabe surge aí um blogcípio (blog + município, zuação para blogosfera [você deve ter sacado sem precisar da explicação]).