21.3.07

Preparativos para a FENACER 2007


Reunião entre autoridades define o papel de cada um nos dias de FENACER

Festa Nacional da Cerveja, uma das maiores festas de Minas Gerais ocorre em Divinópolis no fim do mês de abril.

Como em todas as grandes festas, turistas vêem em grande quantidade para se divertir. Além do entretenimento e de todos os shows, não se pode deixar de lado os problemas causados pelo acúmulo de pessoas, como maior violência e o caos no trânsito.

Há os que gostam da festa na cidade, que ganha repercussão em várias capitais, e há os que acham os problemas maiores do que as vantagens.

No ultimo dia 13 estiveram presentes no 23 batalhão da PM autoridades, como o promotor do meio ambiente Marcio José de Oliveira, o secretário desta pasta, Humberto Pozzolini, representantes da PM e do corpo de bombeiros, além de representantes da organização da Fenacer 2007, para discutir as medidas que devem ser tomadas para os dias do evento.

Foi-se a época que a cidade ficava só com prejuízos nos grandes eventos. Pelo menos foi isso que ficou claro na reunião desta terça, 13.

Em pauta estavam assuntos como segurança, policiamento, atendimento ao público, meio ambiente e limpeza da cidade. Vários dados foram mostrados, como o aumento do número de prisões e a poluição que a festa acarreta com liberação de carbono, contribuindo para o aquecimento global.

De acordo com Dr Marcio José de Oliveira, “todos que estão aqui querem o melhor para o cidadão. Essa reunião é de suma importância para que possamos esclarecer, diante de autoridades competentes e da mídia em geral as obrigações de cada um. Sabemos que os órgãos públicos têm carências, por isso, em certos momentos da reunião ocorrem discussões, mas estamos aqui para chegar a um consenso”, relata o promotor.

O secretário do meio ambiente, representante do prefeito no encontro, Humberto Pozzolini, relata que o movimento na cidade aumenta consideravelmente neste período, por isso a prefeitura precisa da ajuda. “Duas questões foram abordadas com relação à um mesmo problema, ambas solicitadas pelo corpo de bombeiros da cidade. O maior número de plantonistas no Pronto Socorro Regional, lugar para onde são levadas as pessoas quer se machucam no parque e disponibilização de ambulâncias para melhor transporte das vítimas. Sabemos que é de extrema necessidade a resolução destes problemas, mas se a prefeitura se comprometer com isso, ficará em apuros. Quanto às ambulâncias, temos que levar em conta a cidade inteira, por exemplo, minha mãe não vai a shows no parque de exposições, se ela passar mal e precisar de ambulância como vai ser?”, esclarece Pozzolini.

O encontro serviu para elaboração de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), que será assinado pelo prefeito ou por seu representante legal Dr Kelsen Rios. Dentre os principais pontos do termo, podem ser citados a obrigatoriedade do organizador do evento em ajudar nos gastos da prefeitura com a limpeza das ruas da savassi. O valor ficou estipulado em R$ 1.500, que foi o total gasto no ano passado. Outro ponto importante foi que a organização da festa ficará responsável pelo plantio de árvores, para suprimir os efeitos da alta liberação de carbono, a conta de quantas árvores deverão ser plantadas ficara sob responsabilidade da SEMMAD.

O próximo passo será no dia 17/4. Outra reunião marcará a assinatura do termo e suas possíveis modificações.

Nenhum comentário: