20.11.06

Criticas ao ensino superior

Nos últimos dias, andando pelos corredores da FUNEDI/UEMG ouvi da boca de um aluno, que trabalha para a instituição, algumas críticas sobre o seu curso e sobre algumas posturas dos seus superiores. Assim que digeri completamente tais informações percebi o quanto elas são perigosas, imagina se todo mundo pensasse assim?????

Eis a reclamação do aluno: “O coordenador do meu curso, assim como os dirigentes do ensino desta faculdade, têm uma parcela de culpa na questão do pequeno número de alunos dos cursos, pois, em um plano educacional se tem que ter a visão mercadológica e uma estratégia de persuasão por parte dos órgãos da instituição”.A respeito disso seguem algumas perguntas:
Estamos sendo coordenados por empreendedores?
Estamos comprando nossos diplomas a prestações?
A educação se orienta pela procura das pessoas ou também é um processo manipulável, pela mídia principalmente? Isto é, estamos em uma academia ou em uma loja onde pagamos para sermos “moldados”, “formados”?
Enfim, vejo que, ao contrario do dito acima, os dirigentes desta instituição de ensino têm que perder uma visão mercadológica, afinal eu pago para aprender e não pelo simples ato de adquirir um tênis ou blusa. Nesse ramo da educação a manipulação informacional, ou como o dito acima, mercadológica, é perigosa. Sem estas armas a instituição perde parte do seu “gado”, o que claramente não lhes é conveniente. Porém, para o aluno, pode facilitar a decisão de que curso fazer, e aonde plantar o futuro, o que pode vir a formar pessoas mais capacitadas e interessadas, pois estas pessoas teriam que procurar as informações, escolhendo, não o que querem os tubarões do ensino, mas o que eles realmente almejam.

Por isso escrevo esse texto, a fim de demonstrar o meu total desconforto com pessoas que, ligadas a esta instituição, fazem com que ela cada vez mais se afunde, não em dívidas (pois muitos aqui deixam de comer para alimentar a esses magnatas do ensino), e sim em sua credibilidade e competência de oferecer um ensino de qualidade, que seja como serviço prestado, pois nem assim o ensino de qualidade é garantido na maioria dos cursos.

Não quero generalizar também, pois nesta instituição há excelentes profissionais em várias áreas, o que deveria ser obrigação, pois pagamos por isso; mas dada a falta de compromisso, ou de competência de muitos, virou uma sublime qualidade dos trabalhadores daqui, de várias áreas, repito. Estas pessoas também são prejudicadas por essas atitudes dos mandantes, pois fazem com que a escola caia em descrença perdendo o contato do alunado e também o seu interesse. Posso dizer que essa “construção em ruínas” se deve a uma má administração, não do dinheiro, mas dos cursos e estruturas, que cada vez mais nivelam por baixo e diminuem as chances dos bons profissionais e alunos designarem seus respectivos papeis dentro da faculdade,.o que prejudica essa “troca” entre eles, necessária ao ensino e tão cobrada, com toda razão, pelos alunos, afinal eles pagam mensalidades.
Este texto foi escrito quando eu fazia parte do Diretório Acadêmico. Estou com muita saudade. Aprendi muita coisa. Mesmo com a discórdia de alguns, eu acho que pudemos acrescentar, e hoje vemos que a luta se faz necessária em todas as fazes, nunca é supérfula, como dizem os atuais gestores. A maior conclusão que tiro disso tudo é: Festa e dinheiro não resolvem problemas sociais, existenciais. Deixo este texto com a consciência de que jamais me sucumbi a interesses contrários aos meus, seja por “troca de favores” ou por qualquer outra coisa.

Um comentário:

Tejota disse...

Enquanto o protecionismo e o nepotismo reinarem neste grande cabide de emprego institucionalizado a faculdade não vai pra frente. O inesp protege os seus e exclui quem não for da "turma". Existem pessoas que trabalham lá só de figuração, são indivíduos totalmente incompetentes para desenvolver as funcões para qual sao designados, e tem mais, esses mesmos incompetentes eliminam qualquer um que ameaçe o "trabalho" deles. alguns frutos podres podem estragar todo o cesto.

Tejota
http://www.putamerda.com.br